Seja bem-vindo ao nosso blog. Faça comentários, envie e-mails com sugestões e dicas. Sua ajuda é muito importante.

Uma língua única

quarta-feira, 8 de agosto de 2007


A língua húngara tem seu surgimento estimado aproximadamente no ano 1000 a.C. e é única entre as línguas modernas, não pertencendo nem mesmo à família de línguas Indo-Européia, e sim, às línguas da família Urálicas. O grupo ao qual pertence a língua húngara abrange também línguas como: Estoniano, Finlandês, etc. Esta data de surgimento põe o húngaro entre as línguas européias mais antigas ainda vivas.
A história desta língua começa na era neolítica, quando as ancestrais lingüísticas de todas as línguas uralicas passaram a viver juntas na região dos montes Urais. O grupo de línguas urálicas não possui relação com nenhum outro grupo lingüístico.
Essa história pode ser dividida em cinco períodos distintos: o proto-húngaro, quando a língua evoluiu para uma estrutura que podemos classificar como sendo hungaro; o húngaro antigo, datado da Idade Média; o húngaro intermediário, quando a língua tornou-se similar a sua forma atual; o novo húngaro, quando a língua foi submetida a reformas intencionais e, por ultimo, o húngaro moderno, ou seja, o húngaro falado hoje.
Os nomes “Úgrico” e “Húngaro” vêm de Ugra, um nome eslavo antigo para uma região a leste do Ural, onde até hoje se falam línguas úgricas.